Queiroga volta atrás e afirma que possíveis casos de Deltacron estão em análise

Ministro havia confirmado que dois brasileiros foram infectados pela variante, que é uma recombinação da Delta e da Ômicron; sequenciamento genético ainda não foi finalizado pelo Instituto Oswaldo Cruz

  • Por Jovem Pan
  • 16/03/2022 12h30 - Atualizado em 16/03/2022 12h31
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO Ministro Marcelo Queiroga durante coletiva de imprensa Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esclareceu que os dois casos de Deltacron ainda estão sendo investigados

Após confirmar à imprensa na manhã de terça-feira, 15, que dois brasileiros foram infectados pela variante Deltacron, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou atrás e afirmou que os dois casos ainda estão “em investigação”. Em suas redes sociais, Queiroga esclareceu que o Ministério da Saúde foi notificado pelos Estados do Pará Amapá sobre os casos de uma possível recombinação de variantes no Brasil, mas que o sequenciamento genético ainda não foi finalizado pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC). “Pessoal, esclarecendo: os dois casos de Deltacron que citei mais cedo ainda estão em investigação e foram notificados ao Ministério da Saúde pelos Estados”, iniciou Queiroga.

“O sequenciamento total do vírus deve ser finalizado nos próximos dias pelo laboratório de referência nacional da Fiocruz”, completou. Mais uma vez, o ministro aproveitou para frisar que os cuidados são os mesmos e que não há motivo para se preocupar com a variante. “De qualquer forma, não há motivos para preocupação. A OMS classificou a Deltacron apenas como variante para monitoramento (Vum) e não a considerou como variante de interesse ou preocupação, como foi o caso da Ômicron e da Delta, por exemplo”, apontou Queiroga. A reportagem da Jovem Pan aguarda o posicionamento oficial do Ministério da Saúde sobre os casos.