Reabertura do comércio em SP provoca aglomerações na 25 de março

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2020 15h20 - Atualizado em 10/06/2020 15h20
SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOA maioria das lojas da região atendeu às principais medidas de higiene acordadas com a Prefeitura

O comércio de rua de São Paulo voltou às atividades nesta quarta-feira (10), após mais de dois meses fechado para evitar a propagação do novo coronavírus. O movimento foi intenso especialmente na rua 25 de março, um dos principais centros de comércio popular da capital.

A maioria das lojas da região atendeu às principais medidas de higiene acordadas entre a Prefeitura e entidades do setor, como o uso obrigatório de máscaras para clientes e colaboradores, além do fornecimento de álcool em gel na porta. Com a limitação da capacidade de atendimento das lojas a 20% do público e medição de temperatura na entrada, no entanto, longas filas se formaram nas calçadas.

Segundo determinação da prefeitura, as lojas deverão respeitar o limite de funcionamento máximo de quatro horas por dia e se comprometeram a abrir das 11h às 15h. A reabertura na antevéspera do Dia dos Namorados, data importante para o varejo, foi vista pelos empresários como um pontapé inicial para retomada econômica.

O protocolo firmado entre as lojas e o governo municipal prevê doze grupos de medidas na retomada: distanciamento social, higiene, sanitização de ambientes, orientação de clientes, orientação aos colaboradores, compromisso para testagem de colaboradores, compromisso para testagem de clientes, horários alternativos, redução de expediente, atendimento agendado, fiscalização do setor e apoio para colaboradoras afetadas pelo fechamento de creches e escolas.

*Com Estadão Conteúdo