São Paulo detecta primeiro caso de subvariante da Ômicron

Segundo as autoridades, paciente mora em Santo André e tomou duas doses da vacina contra a Covid-19; o infectado diz ter tido sintomas leves e alega não ter viajado recentemente

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2022 18h57 - Atualizado em 07/02/2022 19h01
ARTHUR SOUZA/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Profissional realiza teste de Covid-19 Teste foi realizado em 28 de janeiro com paciente que vive em Santo André, mas utiliza os equipamentos de Saúde da capital

A prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou a detecção do primeiro caso da BA.2, subvariante da variante Ômicron. A informação foi confirmada pela pasta nesta segunda-feira, 7. Segundo a SMS, o exame foi coletado no dia 28 de janeiro em um morador de Santo André, mas que utiliza os equipamentos de saúde da capital paulista. Segundo o levantamento da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), o infectado tem duas doses da vacinação, mas ainda não está apto para receber a dose de reforço. Depois de detectar o teste positivo, a SMS enviou uma equipe para coletar informações do paciente, que relatou ter sentido sintomas leves e que tiveram resolução rápida. O infectado diz não ter viajado e nenhum de seus familiares testou positivo para a doença. Identificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 7 de dezembro, a subvariante possui cerca de 40 mutações em relação à original, com os cientistas destacando o alto potencial de infecção e a capacidade de provocar distúrbios respiratórios graves.