‘Só teremos um ano cheio no turismo em 2023’, diz presidente da CVC

Leonel Andrade disse me live que prepara sua empresa para o pior cenário no pós-pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2020 16h47
CEO da CVC prevê retomada de turismo somente em 2023

O presidente da CVC, Leonel Andrade, disse nesta terça-feira (22) durante uma live promovida pelo jornal O Tempo, que o setor de turismo só deve voltar ao movimento pré-pandemia em 2023. “Chegaremos ao fim de 2020 com cerca de 50% do que tínhamos. Em 2021, devemos estar em cerca de 70% e terminar 2022 com 100% do movimento. Assim, só teremos ano cheio em 2023”, afirmou o CEO. Ele argumenta que as grandes feiras, que movimentam o turismo internacional de negócios, ainda demorarão para acontecer enquanto não houver uma vacina. “Torço para estar errado, mas gosto de preparar a empresa para o pior cenário”, afirma Andrade.

Em relação a critérios de sustentabilidade, o CEO disse que a companhia tem ainda tem um longo caminho a percorrer. “Faço uma confissão, precisamos melhorar em relação a sustentabilidade”, afirmou. Andrade disse ainda que os clientes e investidores devem ver no próximo ano uma empresa mais diversa em seu quadro de funcionários. “Simplesmente porque os nossos clientes são diversos”, afirmou. Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgado no dia 11 de setembro, estimou que o setor do turismo acumula uma queda de R$ 182,86 bilhões em seu faturamento desde o início da pandemia de Covid-19. O tombo na atividade do setor já resultou no fechamento de 446 mil empregos formais. De acordo com a CNC, o faturamento real do setor de turismo será de -37,2% neste ano, com perspectiva de volta ao nível pré-pandemia apenas no terceiro trimestre de 2023.

*Com Estadão Conteúdo