Sobe para 25 número de mortos em operação no Rio de Janeiro

Dois suspeitos que estavam sob custódia e um menor de idade morreram nesta quarta-feira, 25; quatro pessoas permanecem internadas

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2022 11h19 - Atualizado em 25/05/2022 11h46
CELSO BARBOSA/ESTADÃO CONTEÚDO Hospital Getúlio Vargas Ao todo, 28 pessoas foram encaminhadas ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, sendo que 21 chegaram mortas

O número de mortos pela operação policial realizada na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, subiu para 25 na manhã desta quarta-feira, 25, após dois suspeitos que estavam sob custódia morrerem no Hospital Estadual Getúlio Vargas. Também foi confirmado óbito de um menor de idade, que havia sido encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão. Em nota, a Secretaria de Saúde Municipal informou que o ” menor sem identificação chegou na unidade já em óbito” e que o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Além disso, comunicado da Secretaria do Estado diz que “quatro pacientes seguem internados, sendo dois em estado grave e dois estáveis, e um foi transferido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP)”.

Ao todo, 28 pessoas foram encaminhadas ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, sendo que 21 chegaram mortas. Outras sete pessoas foram feridas durante confrontos ocorridos nesta terça-feira, 24. A intervenção policial teve início por volta das 4h da manhã e contou com a participação da Polícia MilitarPolícia Federal e Polícia Rodoviária Federal e tinha como finalidade o combate ao tráfico de drogas na região. Segundo Instituto Fogo Cruzado, trata-se da maior chacina do ano no estado. Ao todo, 11 escolas foram fechadas no entorno em decorrência dos tiroteios.