SP registra três casos de alunos armados na escola em uma semana

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2019 13h08
PixabayAlém de um revolver, estudantes usaram martelo e faca

Desde a última quinta-feira (12), o Estado de São Paulo registrou três casos de alunos que levaram armas, brancas ou letais, para as aulas na escola. O último aconteceu nesta quinta-feira (19), quando um adolescente de 14 anos esfaqueou um professor dentro da unidade do Centro Educacional Unificado (CEU) Aricanduva, na Zona Leste da cidade da capital.

O homem, de cerca de 50 anos, está sendo operado no Hospital Estadual Vila Alpina neste momento. O aluno, que tentou se ferir depois de atingir o professor no abdome, também foi encaminhado, pelo helicóptero Águia da Polícia Militar (PM), a um hospital da região. Até o momento, as motivações do crime são desconhecidas.

Outros casos

Na segunda-feira (16), um estudante entrou na Escola Soldado Eder, no Itaim Paulista, também na capital, armado com um martelo. De acordo com a PM, ele queria agredir um colega após ambos terem se desentendido na sexta-feira (13).

Ninguém ficou ferido e o aluno, que não teve a identidade divulgada, foi contido por professores e funcionários até a chegada dos policiais. Depois, foi detido.

Na quinta-feira (12), um jovem de 17 anos foi detido em uma escola da rede estadual de ensino em Osasco, na Grande São Paulo, por levar uma arma para dentro da escola e tentar atirar contra um colega.

De acordo com a Polícia Civil, o adolescente, que está no 1º ano do Ensino Médio, portava um revólver calibre 22, mas não conseguiu disparar porque a munição era velha. A arma tinha quatro balas. Ninguém se feriu.