Temporal provoca uma morte e desabamento em hospital do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2020 13h51
JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Chuva castigou o Rio de Janeiro neste domingo, 02

O temporal que atingiu o Rio de Janeiro na noite deste domingo, 2, e madrugada desta segunda, 3, matou uma idosa em Nova Iguaçu, região da Baixada Fluminense.

Sebastiana Pereira da Silva, de 80 anos, estava dentro de casa. A água chegou a mais de um metro de altura, e ela foi arrastada pela água. Outras pessoas também foram levadas pela correnteza causada pela chuva, mas conseguiram se salvar.

Parte do teto do Hospital Municipal Raul Gazolla, em Acari, zona norte, desabou com a chuva forte, mas ninguém se feriu. Um Bangu, uma casa também desabou e três pessoas ficaram levemente feridas. A previsão para esta segunda-feira é de mais chuva, embora não tão intensa.

A segunda-feira começou com problemas causados pelos bolsões de água e alagamentos. Mais de 40 pontos de alagamento foram registrados pela cidade. Às 7h30 da manhã, Linha Vermelha e a Avenida Brasil ainda sofriam com os reflexos da chuva. Na Supervia, a sinalização foi prejudicada e alguns ramais de transporte foram suspensos.

De acordo com o Alerta Rio, a zona norte foi a região em que mais choveu. Em Anchieta, os 113mm registrados equivalem a 90,3% do esperado para todo o mês de janeiro. A Defesa Civil informou que em algumas comunidades das zonas norte e oeste, a sirene de alerta chegou a ser disparada. No aeroporto Santos Dumont, as rajadas intensas de vento bateram os 59,3 km/h.

* Com informações do Estadão Conteúdo.