Thaís Oyama: Weintraub xingou o STF em reunião citada por Moro em depoimento

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2020 12h24
Luis Fortes/MECWeintraub teria xingado ministros do STF em reunião

A reunião com o presidente Jair Bolsonaro, citada por Moro em depoimento à Polícia Federal, teve detalhes revelados pela comentarista Thaís Oyama, do 3 em 1, da Jovem Pan. O vídeo do encontro deverá ser entregue ao STF, no entanto, a AGU pediu que apenas um trecho seja divulgado, sob a justificativa de que “assuntos sensíveis” foram tratados.

De acordo com Thaís, foi uma reunião quente, com assuntos bastante sensíveis: “Sabíamos que houve profusão de palavrões e assuntos que o governo não queria que fossem divulgados, como termos do acordo do governo com o Centrão, além de palavras ditas contra a China”.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, em trecho da reunião, falando sobre as medidas do STF, se referiu aos 11 ministros da Corte em termos pouco elogiosos, de baixo calão, e ficou registrado. “É uma situação muito sensível, porque o vídeo irá diretamente para as mãos de um dos ministros”, analisou Oyama.

“É um constrangimento gigantesco, no momento em que as relações entre STF e o Governo não poderia estar pior. Então essa é uma coisa que acontece em péssima hora e explica o receio do Governo de entregar o vídeo na íntegra”, completou.

Não há possível implicação jurídica contra Weintraub, já que o comentário foi feito em reunião privada, em uma conversa reservada. “A grande consequência será o desconforto gigante gerado na relação do Governo e STF.”

A China, aliados do Centrão, Sergio Moro, o governo Bolsonaro sempre soube causar conflitos em muitas frentes.