Trump diz que conflito entre Turquia e Síria não é problema dos EUA

Autoridades americanas devem ir à Turquia para promover um cessar-fogo

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2019 15h52
EFEO presidente americano defendeu, também, a retirada das tropas dos EUA do território sírio

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (16) que os Estados Unidos não tem relação com a ofensiva militar que o governo da Turquia empreende contra milícias curdo-sírias.

“Se a Turquia entra na Síria, isso é entre a Turquia e a Síria. Não é problema nosso”, disse Trump em entrevista coletiva concedida na Casa Branca, onde recebeu o presidente da Itália, Sergio Matarella.

O presidente americano defendeu, também, a retirada das tropas dos EUA do território sírio. “Não somos policiais. Chegou a hora de voltarmos para casa”, declarou.

Cessar-fogo na Turquia

Nas próximas horas, o vice-presidente americano, Mike Pence, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, devem ir à Turquia para promover um cessar-fogo. Sobre isso, Trump afirmou que seu país está buscando “fazer o que é certo” e que ele “quer ver guerras terminadas”.

“Os curdos estão muito mais seguros agora. Eles sabem lutar. Eles não são anjos”, disse Trump.

Os EUA se envolveram na guerra na Síria em setembro de 2014, meses depois que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) proclamou um califado no país e no Iraque.

Sua participação no conflito está dentro da estrutura da coalizão internacional contra o EI, liderada por Washington e que contou com a colaboração das milícias curdo-sírias para derrotar os jihadistas.

Hoje, o governo turco confirmou que o presidente Recep Tayyip Erdogan se encontrará amanhã com Pence e Pompeo, mesmo tendo dito anteriormente que não falaria com eles, dando a entender que apenas se reuniria com Trump.

* Com EFE