Vacinação reduz em 88% mortes de pessoas com mais de 70 anos no Brasil, diz governo de SP

Gestão estadual defende que CoronaVac teve papel fundamental no índice, uma vez que oito em cada 10 idosos tomaram as duas doses do imunizante em todo o país

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2021 14h16 - Atualizado em 15/09/2021 17h47
ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOEstado de São Paulo atingiu 100% de cobertura vacinal do público com mais de 65 anos

O governo de São Paulo afirmou nesta quarta-feira, 15, que a vacinação contra a Covid-19 reduziu em 88% mortes de pessoas com mais de 70 anos no Brasil. Segundo a gestão estadual, os números fazem parte de um levantamento reunido a partir de dados do Sivep-Gripe (Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe) do Ministério da Saúde. O sistema mostra que a média semanal de mortes de pessoas com mais de 70 anos pela doença no Brasil caiu de 1.316 por dia em 28 de março para 164 em 28 de agosto. O governo do Estado defende que a CoronaVac teve papel fundamental no índice, uma vez que oito em cada 10 idosos tomaram as duas doses do imunizante em todo o país. Durante a coletiva de imprensa, a médica dos Hospital das Clínicas, Ho Yeh Li, enfatizou a importância da vacina contra a Covid-19 na faixa etária e a necessidade de uma terceira dose. “Nessas últimas duas semanas, voltamos a observar internação de pessoas idosas vacinadas há mais de seis meses. Por isso eu queria aproveitar, fazer quase um apelo a todos, que, quando chegar a sua vez, toma essa vacina”, disse Ho Yeh Li. A gestão estadual ainda informou que atingiu 100% de cobertura vacinal do público com mais de 65 anos. Na faixa de 60 a 64 o percentual foi de 93,5%, acima da meta definida da campanha, que era de ao menos 90% dos públicos-alvo.

O Estado de São Paulo ultrapassou a marca de 58 milhões de doses aplicadas, sendo quase 36 milhões de primeiras doses e 20 milhões de segundas. Assim, 97,38% dos paulistanos com mais de 18 anos receberam pelo menos uma dose e 61,80% estão com o esquema vacinal completo. Receberam a dose adicional 112.746 idosos e imunossuprimidos. Nesta quarta, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva está em 32,86% no Estado e de 38,65% na Grande São Paulo. São 2.565 pessoas internadas em leitos de UTI e 2.805 em leitos de enfermaria. Em comparação com a semana epidemiológica anterior, a quantidade de casos caiu 70,5%, o número de internações teve um leve incremento de 0,3% e o número de óbitos teve queda de 34,7%. “O leve incremento no número de internações tem como justificativa uma desmobilização importantes do número de leitos. Nós desmobilizamos para que pudéssemos acolher e dar assistência a outras doenças. Por isso peço que se atentem aos números absolutos”, disse o secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

Taxa de vacinados por faixa etária no Estado de São Paulo