Vereador utiliza termo racista durante sessão na Câmara de SP: ‘Negro de alma branca’

Após reações negativas, Faria de Sá (PP) se desculpou pelo ocorrido; declaração foi feita durante sessão plenária desta segunda-feira, 12

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2021 23h41 - Atualizado em 12/07/2021 23h47
Reprodução/ Facebook @Arnaldo Faria de SáApós declarações, vereador se desculpou na sessão

O vereador Faria de Sá (PP) cometeu um ato de racismo durante sessão plenária da Câmara Municipal de São Paulo nesta segunda-feira, 12. A declaração aconteceu enquanto o parlamentar falava sobre o ex-prefeito Celso Pitta em uma discussão sobre um projeto de intervenção urbana na capital. “Eu me preocupei com um negro, que era o Pitta, o prefeito da capital, que estava escorraçado, estava sendo atacado, vilipendiado. E derrotei o impeachment, ele levou seu mandato até o final. Eu estava preocupado com um negro de verdade, negro de alma branca como as pessoas costumam dizer, não podemos ter essa preocupação de não estar preocupado com todos”, afirmou. A fala gerou reações dentro da Casa. A Bancada Feminista do PSOL afirmou que irá apresentar uma denúncia na Corregedoria da Câmara Municipal por quebra de decoro e irá realizar uma representação criminal contra Sá no Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância – GECRADI do Ministério Público de São Paulo (MPSP).  Após críticas de colegas de plenário, Sá pediu desculpas pela declaração. “Eu errei. Não quero discutir com ninguém, quero pedir desculpas humildemente”, afirmou.