Voos para América do Sul retornam em setembro no Galeão

O voo para Santiago, no Chile, será feito a partir de 28 de setembro.

  • Por Joven Pan
  • 29/08/2020 15h43 - Atualizado em 29/08/2020 16h02
Rodrigo Mello Nunes/ iStock Além da ligação com Santiago, estão previstas as retomadas de voos para Londres e Estados Unidos em outubro.

Com ligações suspensas desde as primeiras semanas da pandemia de Covid-19, o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, Tom Jobim/Galeão, deve ter, no fim de setembro deste ano, seu primeiro voo internacional regular com destino a outro país da América do Sul. O voo para Santiago, no Chile, é operado pela companhia aérea Sky e será feito às segundas e quintas, às 10h05, a partir de 28 de setembro. A partir de 31 de outubro, o voo passa a ser operado também aos sábados. Além da ligação com Santiago, estão previstas as retomadas de voos para Londres, pela British Airways, a partir de 26 de outubro (às segundas, quartas, quintas e sábados), e para Madri, pela Iberia, a partir de 1º de dezembro (às terças, quartas e sábados). Para os Estados Unidos, a previsão é que os voos sejam retomados em outubro, com ligações para Miami.

Com o aumento do número de casos do novo coronavírus no país, o aeroporto teve 93% de suas ligações aéreas internacionais canceladas. Antes disso, operava voos diários e semanais para 26 destinos internacionais, entre frequências fixas (o ano todo) e sazonais (que operam em algumas temporadas). A partir do início de abril deste ano, apenas a Air France manteve um voo semanal comercial, que liga o Rio de Janeiro a Paris (França). Além dele, houve apenas voos cargueiros e voos especiais de repatriação de passageiros. No início de junho deste ano, foram retomadas também as ligações com Amsterdã (Holanda), através da KLM, e Lisboa (Portugal), através da TAP. Neste mês, houve a retomada do voo para a cidade do Porto, em Portugal (também pela TAP). No entanto, os voos regulares para destinos internacionais da América do Sul continuam suspensos.

De acordo com a concessionária Riogaleão, está sendo feito um trabalho de “captação da malha aérea doméstica, a fim de que a oferta de voos nacionais viabilize a chegada de mais voos internacionais – já que essas operações levam em consideração a possibilidade de conectividade de um aeroporto com outros destinos”. A empresa informou, ainda, que está buscando incentivar as companhias aéreas a retomar seus voos internacionais no aeroporto. Em nota divulgada pela concessionária , desde o início do decreto de emergência sanitária, o plano de enfrentamento à Covid-19 foi ativado, que incluiu ações de treinamento e prevenção com a comunidade aeroportuária, empresas de serviços auxiliares ao transporte aéreo e demais prestadores de serviços. Com a retomada da movimentação no terminal, a concessionária colocou em prática uma série de medidas para garantir a segurança de passageiros e da comunidade aeroportuária.

* Com Agência Brasil