Estados Unidos: Cresce busca de imóveis por brasileiros na Flórida

Segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis americanos os brasileiros foram responsáveis por 12% das transações do setor neste ano

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2020 07h39 - Atualizado em 27/08/2020 09h13
EFE/Giorgio VieraO objetivo é alugar as casas para os próprios americanos, que viajam a turismo para a Disney

Investir em imóveis no sul da Flórida, nos Estados Unidos, se tornou um negócio bastante lucrativo para brasileiros. A Associação Nacional dos Corretores de Imóveis americanos diz que os brasileiros foram responsáveis por 12% das transações do setor neste ano. E quem compra, tem como objetivo alugar as casas para os próprios americanos, que viajam a turismo para a Disney. Sócio fundador de uma corretora especializada, Alexandre Fraga, nasceu na Bahia e está nos Estados Unidos desde 2014. Na capital paulista a negócios, ele notou um aumento de 30% na busca de brasileiros por esse tipo de investimento, mesmo com a cotação do dólar em alta. “O financiamento é super fácil, você da uma entrada de 30% e financia por 30 anos. E assim que você recebe a sua casa ela será alugada e você consegue pagar as parcelas do financiamento com os aluguéis e ainda ter um rendimento em dólar. Então o rendimento em dólar é o que os brasileiros estão procurando nos Estados Unidos”, explica.

No entanto, para evitar surpresas ruins, não basta chegar em Orlando e comprar qualquer imóvel sem ter informações. Especialista em Direito Comercial e Imigração, o advogado Marcelo Godke lembra que é recomendável ter uma pessoa jurídica para se fazer a aquisição da casa. “Se o imóvel for alugado e as pessoas se machucam lá dentro, as pessoas podem processar o proprietário, que seria a pessoa jurídica. O resto do patrimônio da pessoa física não vai ser atingido”, afirma. Uma outra característica do mercado atual de imóveis norte-americano é que, apesar da crise financeira, os bancos estão com bastante dinheiro para emprestar para tomadores.

*Com informações do repórter Victor Moraes