Congregação dos Santos aprova milagre para beatificar Paulo VI

  • Por Agencia EFE
  • 06/05/2014 11h17

Cidade do Vaticano, 6 mai (EFE).- A Congregação para as Causas dos Santos aprovou a existência de um milagre por intercessão do papa Paulo VI que servirá para sua beatificação, segundo informou nesta terça-feira a agência italiana “ANSA”.

A beatificação de Giovanni Battista Montini, o papa que concluiu o Concílio Vaticano II, será em 19 de outubro, quando terminar o Sínodo dos Bispos sobre a Família previsto nesse mês, segundo a fonte.

Mas será o papa Francisco que terá que aprovar o decreto do milagre para que seja efetiva sua beatificação e escolher a data.

Contatado pela Efe, o Vaticano não quis fazer nenhum comentário a respeito dessa informação.

Alguns meios de comunicação italianos já tinham informado previamente que o milagre eleito para Paulo VI era a “cura” de um feto de 2001 nos Estados Unidos, proposto pelo postulador deste processo, Antonio Marrazzo.

O caso se refere à história de uma mulher que durante a gravidez descobriu um grave problema cerebral do feto e a quem os médicos aconselharam como possível solução o aborto, mas a jovem se opôs e quis concluir a gravidez com a intercessão de Paulo VI.

Segundo disse Marrazzo em 2012 à “Rádio Vaticano”, “a criança nasceu sem problemas” e os médicos consideraram seu nascimento “um fato verdadeiramente extraordinário e sobrenatural”,

A escolha do milagre, continuou o postulador, foi decidida “em linha com o magistério do papa” que escreveu a encíclica “Humanae vitae”, sobre a defesa da vida.

Em 20 de dezembro de 2012, Bento XVI assinou o decreto de “virtudes heróicas” de Paulo VI com o qual se lhe declarou “venerável” e continuou o processo para sua beatificação. EFE