Arrecadação com impostos sobe 45% em abril, o melhor desempenho para o mês na história

Dados do Fisco mostram o recolhimento de R$ 156,8 bilhões no período e R$ 602,7 bilhões no quadrimestre, também o resultado mais expressivo desde o início da série histórica, há 26 anos

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2021 12h04 - Atualizado em 20/05/2021 17h38
PixabayResultado do mês passado é resultado do superávit de R$ 16,4 bilhões registrado pelo Tesouro Nacional, enquanto a Previdência Social teve prejuízo de R$ 36,2 bilhões e o Banco Central fechou negativo em R$ 37 bilhões

A arrecadação federal com impostos atingiu, em abril de 2021, o valor de R$ 156,8 bilhões, registrando acréscimo real (IPCA) de 45,22% em relação a abril de 2020, quando foram recolhidos R$ 107,9 bilhões, informou a Receita Federal nesta quinta-feira, 20. No período acumulado de janeiro a abril, a arrecadação alcançou o valor de R$ 602,7 bilhões, representando um acréscimo pelo IPCA de 13,62%. Estes foram os melhores resultados para o mês e para o quadrimestre desde o início da série histórica, há 26 anos. O resultado indica a resiliência da economia brasileira em 2021, apesar do recrudescimento da pandemia do novo coronavírus e a reedição de medidas de isolamento social. Em março, o Fisco já havia anunciado o aumento de 18,5% na arrecadação, totalizando R$ 137,9 bilhões. Já no acumulado do primeiro trimestre, a soma com os impostos chegou a R$ 445,9 bilhões. Os resultados também foram recordes para o mês e o período desde 1995.