Azul confirma interesse pela Latam, mas diz que preço pedido era maior do que o ‘razoável’

Em recado aos investidores, aérea disse que apresentou proposta de forma confidencial em 11 de novembro

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2021 13h05
Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo Aviões da Latam Latam passa por processo de recuperação judicial nos Estados Unidos

A Azul confirmou nesta segunda-feira, 29, que apresentou uma proposta para adquirir a Latam, mas desistiu do negócio pelo alto valor pedido pela companhia. Em anúncio aos investidores, a aérea brasileira afirmou que apresentou confidencialmente em 11 de novembro uma proposta não-vinculante referente a uma combinação de negócios. Segundo a Azul, a proposta incluía a prospecção de aproximadamente US$ 5 bilhões de financiamento em ações garantidos por alguns membros do grupo de credores da Latam. De acordo com o comunicado a proposta traria “crescimento significativo” da malha aérea da companhia, com expansão no número de destinos e de benefícios para os clientes das duas companhias. “Esses benefícios gerariam sinergias estimadas em mais de US﹩4 bilhões em valor de mercado incremental acima do plano independente da Latam, o que proporcionaria, portanto, grande criação de valor para os acionistas da Azul e maior recuperação para todos os credores da Latam”, informou a Azul, acrescentando que o negócio respeita as regras do pedido de recuperação da Latam nos Estados Unidos.

Aos investidores, a companhia aérea disse que o valor da Latam apresentado pela empresa “é maior do que a Azul acredita ser razoável, especialmente tendo em vista as contínuas incertezas no setor, especialmente nos mercados internacionais de longa distância”. “Como resultado, a Azul continuará focando em suas vantagens competitivas exclusivas proporcionadas por sua malha única e sua frota flexível, complementada pelo alto potencial de crescimento de negócios como a Azul Cargo, Azul Viagens e TudoAzul, e avaliando futuras oportunidades de parceria e consolidação”, informou a aérea. No sábado, o presidente da Latam, Roberto Alvo, já havia confirmado que a empresa foi sondada pela Azul, mas classificou a proposta da concorrente como “incompleta” e disse que a negociação havia sido descartada.