Combustíveis sobem pela segunda semana seguida em todo o país

Preço médio da gasolina subiu 0,84% entre os dias 16 e 22 de janeiro, enquanto diesel teve alta de 2,9%

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2022 19h14 - Atualizado em 24/01/2022 21h24
Luis Lima Jr;/Fotoarena/Estadão Conteúdo Posto de gasolina da Petrobras com um carro parado para abastecer; na rua, um carro popular e um ciclista passam em frente ao estabelecimento Valor máximo encontrado em uma bomba foi de R$ 7,99

A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) informou que o preço médio da gasolina subiu 0,84% entre os dias 16 e 22 de janeiro nos postos de todo o país. De acordo com a agência, o valor médio do litro foi de R$ 6,608 para R$ 6,664. O valor máximo encontrado em uma bomba foi de 7,99%. Já o diesel teve alta de 2,9% (passou de 5,422 para R$ 5,582). No último dia 11, a Petrobras anunciou aumento no preço de venda para as distribuidoras.

A alta dos combustíveis é uma preocupação do governo federal em ano eleitoral. A nova estratégia do governo federal é a PEC dos Combustíveis, que, se for aprovada, vai permitir a redução dos impostos federais. O Palácio do Planalto avalia que a isenção de PIS e Cofins sobre a gasolina, o diesel e o etanol vai gerar alívio aos consumidores. Com o texto ainda em construção, a PEC deverá desobrigar temporariamente o governo a seguir a lei de responsabilidade fiscal, além de criar um fundo, a partir de dividendos pagos pela Petrobras, capaz de equilibrar a conta no momento de alta.