Economia dos EUA tem alta de 5,7% em 2021, o melhor resultado em 37 anos

Dados do PIB mostram avanço de 6,9% no último trimestre; redução de estímulos e Ômicron devem impactar na desaceleração das atividades em 2022

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2022 15h32
EFE/EPA/JASON SZENES pessoas andando na rua em nova york Dados mostram fortalecimento da economia dos EUA no último trimestre de 2021

A economia dos Estados Unidos cresceu 5,7% em 2021, o resultado mais expressivo desde 1984, segundo dados do Departamento do Comércio divulgados nesta quinta-feira, 27. O desempenho foi impulsionado pela alta de 6,9% no último trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, acima do esperado pelos analistas e pelo governo norte-americano. Os números indicam a forte retomada das atividades no fim do ano após a alta de 2,3% no terceiro trimestre. Em 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) da maior economia do globo registrou queda de 3,4%, o pior desempenho desde 1946.

A retomada econômica foi marcada pelos fortes estímulos do Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos EUA, para manter as atividades aquecidas em meio à desorganização global gerada pela pandemia do novo coronavírus. A manutenção do ritmo, no entanto, pode ser impactada pelo avanço da variante Ômicron da Covid-19 e com a retirada gradual das medidas de estímulos. Nesta quarta-feira, 26, o Fed anunciou que pode aumentar os juros em todas as reuniões previstas para este ano, além de já ter adiantado a redução na compra de títulos públicos. A mudança na política monetária ocorre em meio à disparada da inflação no país. Em 2021, a variação de preços aos consumidores avançou 7%, o maior registro desde 1982.