Mercado reduz previsão da inflação em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2019 09h19
Agência BrasilA previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 3,87% para 3,85% neste ano

Economistas reduziram a estimativa para a inflação neste ano. A previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 3,87% para 3,85%. Para 2020, a previsão para o IPCA permanece em 4%.

A informação foi divulgada pelo Banco Central por meio do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (25).

A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permaneceu inalterada, em 2,48%. Para 2020, a estimativa de crescimento do PIB subiu de 2,58% para 2,65%.

A Selic, taxa básica de juros, deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,5% ao ano, até o fim de 2019. Para o final de 2020, a estimativa para a taxa é 8% ao ano.

A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada nas negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic).

O Banco Central usa essa taxa como principal instrumento para controlar a inflação e controlar a meta para o IPCA, que neste ano é de 4,25%, conforme determinou o Conselho Monetário Nacional (CMN).