Saques da poupança somam R$ 12,662 bilhões em julho, recorde para o mês

Valor é cinco vezes superior à maior marca para o período até então

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2022 16h57 - Atualizado em 04/08/2022 17h00
Marcos Santos/USP Imagens Moedas de R$ 1 e R$ 0,50 Em dezembro, saldo da caderneta de poupança ficou positivo em R$ 7,660 bilhões

Os saques da caderneta de poupança somaram R$ 12,226 bilhões em julho, divulgou o Banco Central (BC) nesta quinta, 4. Em meio à escalada de preços na economia e do aumento na taxa de juros Selic, essa foi uma saída recorde para julho desde o início da série histórica, em 1995, e cinco vezes superior à maior marca anterior para o mês, ocorrida em 2015 (R$ 2,453 bilhões). Em junho de 2022, os saques foram de R$ 3,755 bilhões, já, em julho de 2021, os depósitos superaram os saques, tornando o saldo positivo em R$ 6,377 bilhões. No ano até julho, a poupança também tem retirada de recursos superior à entrada, de R$ 63,151 bilhões, volume que supera o ano todo de 2015, o de saldo mais negativo da série histórica (-R$ 53,567 bilhões). Em 2022, somente o mês de maio registrou mais depósitos líquidos, de R$ 3,514 bilhões. No total de julho, foram colocados R$ 290,421 bilhões e retirados R$ 303,084 bilhões na poupança. Considerando o rendimento de R$ 6,263 bilhões, o saldo total da caderneta somou R$ 1,007 trilhão no fim do sétimo mês.