Valor do vale-gás deve ser menor que o esperado

Benefício é vinculado ao preço do botijão de 13 kg medido pela Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANP)

  • Por Jovem Pan
  • 07/12/2021 15h51
Arquivo/Agência BrasilValor do botijão caiu para R$ 95,63 nos últimos seis meses

O valor que será pago pelo governo federal no vale-gás deverá ser menor do que o anunciado originalmente pelo Ministério da Cidadania. Na última sexta-feira, 3, o valor médio do botijão de gás estava em R$ 102,46, fazendo com que o valor do benefício fosse de R$ 52. Entretanto, como está previsto na lei que regulamenta o Programa Auxílio Gás dos Brasileiros, o valor do benefício deverá ser de 50% do valor médio e, segundo publicação mais recente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do botijão atual é de R$ 95,63, fazendo com que o valor do benefício que será pago deva ser de R$ 48. “Os preços médios aqui publicados são obtidos por meio da média simples dos preços médios ponderados mensais de revenda do GLP P13 praticados, em nível nacional, nos seis meses anteriores ao mês de referência, considerando os valores publicados no Sistema de Levantamento de Preços”, explicou o governo federal.

Não há restrição para quem participa de outros programas do governo, desde que atenda aos critérios como a renda familiar mensal menor ou igual a meio salário mínimo ou do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social. Não será necessário comprovar com que o valor foi gasto. Para pagar o vale-gás, o governo enviou um Projeto de Lei ao Congresso que pede a abertura de crédito especial de R$ 300 milhões, custeado pela anulação de outros despesas do Orçamento. Desde o começo de 2021, o valor do botjião subiu mais de 30%. Neste programa não será necessário a realização de um cadastro, uma vez que o governo utilizará os dados do CadÚnico.