Iniciativa conjunta na América Latina visa restaurar terras até 2020

  • Por Agencia EFE
  • 07/12/2014 15h49

Lima, 7 dez (EFE).- Oito países da América Latina lançaram neste domingo em Lima, no Peru, a iniciativa conjunta mais ambiciosa de restauração de terras que já existiu na região e que se propõe a recuperar 20 milhões de hectares de solo degradado até 2020.

Com a aliança, apresentada durante a Conferência do Clima da ONU, a (COP20), México, Peru, Guatemala, Colômbia, Equador, Chile, Costa Rica e El Salvador entraram em acordo para frear o problema da mudança de uso do solo, considerada a causadora quase metade das emissões de gases de efeito estufa na região.

A iniciativa, que abrangerá terras públicas e privadas, nasce com vocação de atrair outros países da região e conta com a assessoria de quatro renomadas instituições científicas em matéria florestal e com o respaldo econômico de cinco grandes grupos de investimento, que já se comprometeram a participar com US$ 365 milhões. EFE

cam/vnm