May diz que “muitos” dos feridos estão em estado crítico

  • Por Jovem Pan com EFE
  • 04/06/2017 08h58
WOL001. London (United Kingdom), 04/06/2017.- British Prime Minister Theresa May delivers a statement on the previous night's terrorist incident, at Downing Street, in London, Britain, 04 June 2017. At least seven members of the public were killed and dozens injured after three attackers on late 03 June plowed a van into pedestrians and later randomly stabbed people on London Bridge and nearby Borough Market. The three attackers wearing fake suicide vests were shot dead by police who is treating the attack as a 'terrorist incident.' (Londres, Atentado, Terrorista) EFE/EPA/WILL OLIVERA primeira-ministra do Reino Unido

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou neste domingo que “muitos” dos quase 50 feridos nos atentados da noite de sábado em Londres estão em estado “crítico”. No ataque, registrado na região da London Bridge, sete pessoas morreram e três terroristas suspeitos de realizar o ataque foram abatidos pela Polícia.

May falou com a imprensa na sua residência de Downing Street, após uma reunião com o comitê de emergências Cobra, do qual participa a cúpula das forças de segurança e os serviços de inteligência.

Ouça trecho da fala de Theresa May AQUI

Segundo a última informação da qual a Scotland Yard dispõe, 48 vítimas foram hospitalizadas após um incidente que já está “sob controle”, visto que a polícia não acredita que tenha fugido nenhuma pessoa que participasse de forma direta nos ataques.

Os feridos que precisaram de internação foram distribuídos em cinco hospitais da cidade, se bem que os equipamentos médicos de emergência atenderam várias pessoas nos locais dos fatos.

Quatorze dos feridos foram internados no King’s College Hospital, no sul da capital, revelou neste domingo o centro médico.

Um porta-voz do hospital confirmou que o seu departamento de Emergências recebeu 14 feridos – seis mulheres e oito homens – após os incidentes ocorridos na London Bridge e no Borough Market, no centro da cidade, dizendo que “um paciente já teve alta”.

Entre os feridos estão quatro franceses, um deles em estado grave, e um espanhol, segundo confirmaram os governos de ambos os países.

O primeiro ato terrorista começou quando uma van branca invadiu a calçada e atropelou os pedestres que estavam na ponte para, posteriormente, dirigir-se ao movimentado Borough Market, onde três homens armados com facas atacaram indiscriminadamente quem passava.

A área onde aconteceram os ataques continua cercada pela Polícia, que pediu que as pessoas evitem ir este domingo ao local.