Alemanha: idosa de 101 anos é a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19

A idosa residente de um asilo em Halberstadt, no leste do país, recebeu a primeira dose do imunizante neste sábado, 26, um dia antes do início oficial da campanha de vacinação no país

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2020 17h15 - Atualizado em 26/12/2020 18h00
EFE/EPA/Ben Birchall / POOL - 08/12/20A vacina da Pfizer já foi utilizada na Alemanha

Edith Kwoizalla, mulher de 101 anos que mora em uma casa de repouso, foi a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 na Alemanha. A idosa residente de um asilo em Halberstadt, no leste do país, recebeu a primeira dose do imunizante desenvolvido pela farmacêutica BioNtech em parceria com a americana Pfizer neste sábado, 26, um dia antes do início oficial da campanha de vacinação no país .

De acordo com as autoridades regionais, ela foi seguida por 40 outros moradores e dez funcionários do asilo da Saxônia-Anhalt. No domingo, 27 a campanha de vacinação terá início oficialmente na Alemanha, como na maioria dos países da União Europeia (UE). O governo alemão espera distribuir 1,3 milhão de doses entre os 16 estados federados antes da chegada de 2021, cujas autoridades sanitárias são responsáveis pela vacinação de seus cidadãos. A meta do governo é poder oferecer a todos os cidadãos a opção de serem vacinados até meados do ano que vem, explicou hoje o ministro da Saúde, Jens Spahn, antes do início das operações.

Após a fase inicial, que terá lugar diretamente nas casas de repouso, a vacinação terá continuidade nos centros distribuídos para este fim em todo o país. Espera-se que cerca de 700 mil doses semanais sejam administradas a partir de janeiro. Como na maioria dos países da União Europeia (UE), será uma campanha gradual que começará com os grupos mais vulneráveis, residentes em lares de idosos, pessoas com mais de 80 anos de idade e profissionais de saúde mais expostos a infecções.

A Alemanha garantiu 300 milhões de doses, por meio da UE ou de seus próprios contratos, para atender às necessidades do país de maior peso demográfico do bloco comunitário, com 83 milhões de habitantes. O Instituto Robert Koch (RKI), competente na matéria no país, informou hoje 14.455 casos e 240 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Uma contagem incompleta, como o referido órgão avisou, visto que menos testes foram realizados neste período de Natal e nem todos os dados foram atualizados.

*Com informações da Agência EFE