Alemanha impõe lockdown para não vacinados contra a Covid-19

Decreto que vale a partir desta quinta-feira foi instaurado após conversa entre Angela Merkel, Olaf Scholz e líderes de comunas do país europeu

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2021 12h40
John Macdougall/Pool via REUTERSAlemanha anunciou restrições para não-vacinados a partir desta quinta-feira

Diante da crescente de casos da variante Ômicron da Covid-19 na Europa, a Alemanha decretou nesta quinta-feira, 2, a imposição de novas restrições para pessoas que ainda não se vacinaram no país. O anúncio foi feito após uma conversa do futuro chanceler, Olaf Scholz, e da atual comandante do país, Angela Merkel, com líderes de partidos locais. As novas medidas tornarão a entrada de não vacinados permitida apenas em farmácias e supermercados. Quem não tiver tomado pelo menos uma dose do imunizante será banido de entrar em shoppings, restaurantes, museus e cinemas. O país também concordou em disponibilizar mais testes de Covid-19 para tentar identificar a contaminação dos não-vacinados. Merkel e Scholz também deram apoio a propostas que tornam a vacinação no país obrigatória. Se enviada para votação, a medida pode ser aprovada no mês de fevereiro. A Alemanha tem uma das menores taxas de imunização da Europa, com 69% da população totalmente vacinada mesmo diante da distribuição livre de doses. O país europeu teme a quarta onda da doença no país e vê os números de internações subindo. Do início da pandemia até o momento, o país tem 102 mil mortes e mais de seis milhões de casos confirmados da doença.