Alemanha tem aumento de casos após flexibilização do confinamento

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2020 08h01
EFE/EPA/FRIEDEMANN VOGELA Alemanha autorizou a reabertura de lojas com até 800 metros quadrados, juntamente com revendedores de carros e livrarias

A Alemanha voltou a registrar aumento nos casos de coronavírus. A alta foi registrada após adotar medidas de flexibilização para o isolamento social, segundo relatos do instituto Robert Koch, que acompanha a evolução do vírus.

Segundo o instituto, o índice de infecção voltou ao patamar de 1,0, o que significa que cada pessoa doente de covid-19 contamina outra pessoa. Esta é a primeira vez que o índice atinge 1,0 desde que a Alemanha registrou 0,7, o ponto mais baixo, em abril.

Na terça-feira (28), o diretor do Roberto Koch, Lothar Wiele, reforçou que os alemães devem respeitar as regras de isolamento social. “No contexto da flexibilização (de restrições), temos de garantir que a gente possa continuar a defender o sucesso que alcançamos juntos. Não queremos que o número de casos suba novamente”, afirmou.

A Alemanha autorizou a reabertura de lojas com até 800 metros quadrados, juntamente com revendedores de carros e livrarias. Entretanto, os comércios devem adotar regras de isolamento.

Varejistas alemãs continuam pressionando o governo para que a reabertura das lojas aconteça a partir do dia 4. As autoridades, no entanto, mantém a cautela. “Ninguém gosta de ouvir isso, mas é a verdade é que ainda não estamos na fase final da pandemia. Estamos apenas no começo”, disse a chanceler Angela Merkel.

Enquanto isso, outros países da Europa, como a França e a Espanha, também adotam medidas para diminuição da quarentena imposta pela pandemia do coronavírus.

*Com informações do Estadão Conteúdo