Alvejado por policiais nos EUA, Jacob Blake diz sentir dores “24h por dia”

Parte inferior do corpo do homem que levou sete tiros de policiais brancos em Wisconsin está paralisada

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2020 15h38 - Atualizado em 07/09/2020 08h11
EFE/EPA/KENOSHA COUNTY COURTJacob Blake apareceu em audiência pública mesmo no hospital

Baleado com sete tiros à queima-roupa nas costas durante uma abordagem policiam por um policial branco em Kenosha, Wisconsin, nos Estados Unidos, Jacob Blake gravou um vídeo relatando a convivência com as dores durante seu processo de recuperação.

“Dói respirar, dói dormir, dói mover de um lado para o outro, dói comer”, disse ele, sobre que enfrenta 24 horas por dia com os grampos cirúrgicos em suas costas e estômago. Na gravação de menos de um minuto gravada por Ben Crump, ele falou sobre a importância da vida e pediu para tornar “tudo mais fácil” para as pessoas ao nosso redor. “Há muito mais vida para se viver aqui”, disse Blake, vestido com uma bata da cama do hospital.

O jovem de 29 anos está internado desde 23 de agosto. O acontecimento gerou protestos em toda a cidade. “A sua vida, e não apenas sua vida, as suas pernas, algo que precisa para se mover e seguir em frente na vida, pode ser tirado assim”, acrescentou. Os tiros causaram paralisia na metade inferior do corpo de Blake.

De acordo com o jornal The Washington Post, a primeira vez que Blake apareceu em público após a abordagem policial foi na última sexta-feira, em uma audiência virtual no tribunal. A reportagem afirma que ele é acusado de agressão sexual de terceiro grau – considerada um crime grave – além de roubo e conduta desordeira. Durante a audiência, Blake se declarou inocente.

Jacob Blake foi atingido por um policial enquanto abria a porta de um automóvel, onde estavam seus três filhos menores, em uma cena que foi gravada pelas câmeras dos telefones celulares das testemunhas. Os vídeos mostram Blake se afastando dos policiais que apontavam armas para ele, e quando se aproxima do carro e abre a porta do motorista, é agarrado por um oficial, que atirou sete vezes em suas costas.

* Com EFE