Amazon proíbe a venda de itens descartáveis em mais de 30 países

A partir de dezembro, produtos plásticos de uso único não poderão ser comercializados através do e-commerce da empresa no Reino Unido, na União Europeia e na Turquia

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2020 18h15 - Atualizado em 21/10/2020 18h16
REUTERS/Pascal Rossignol/File PhotoPlataforma vetou a comercialização de talhares, copos e pratos de plástico

A Amazon, maior empresa de e-commerce do mundo, anunciou que a partir de 21 de dezembro de 2020 a venda de determinados produtos descartáveis em sua plataforma será proibida. A política será válida em todas as vendas nos países do Reino Unido e da União Europeia, além da Turquia. Dentre os itens vetados estão os plásticos de uso único, como cotonetes, talheres, copos, tampas, pratos e outros recipientes para comida. A regra vale inclusive para os que forem feitos com plástico biodegradável. A companhia esclareceu que isso valerá também para vendas da própria Amazon. Os fornecedores que armazenam tais produtos em um centro logístico da empresa poderão vender o seu estoque até 20 de dezembro de 2020 ou então solicitar que ele seja enviado para um outro local, sem custos adicionais. Este ano, a Amazon também lançou a opção dos seus compradores substituírem a embalagem plástica do pedido por uma de papel, além de ter demonstrado preocupação em diminuir a quantidade de papelão produzida.

*Com informações da EFE