Apoiadores de Keiko Fujimori e Pedro Castillo se manifestam no Peru

Números oficiais mostraram que o candidato do Peru Livre venceu a direitista do Fuerza Popular; no entanto, mesmo com a vitória, ele ainda não foi declarado vencedor pelo Júri Eleitoral Nacional

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2021 13h18 - Atualizado em 27/06/2021 13h47
EFE/ Gian MaskoKeiko Fujimori, do Fuerza Popular, alega que os resultados das eleições foram fraudados

No dia 15 de junho, o Peru finalizou a contagem oficial dos votos da eleição presidencial de 6 de junho. Os números oficiais mostraram que Pedro Castillo obteve 50,125% dos votos válidos, contra 49,875% de Keiko Fujimori. No entanto, mesmo com a vitória, Castillo ainda não foi declarado vencedor. O motivo é que ainda restam pedidos para contestação dos resultados nos júris especiais eleitorais. A candidata de direita alega fraude nas eleições. Apoiadores de ambos os candidatos presidenciais saíram às ruas neste sábado, 26, esperando que o Júri Eleitoral Nacional (JNE) conclua os trabalhos e declare o vencedor. Organizações sociais e sindicais convocaram a marcha “Em defesa da democracia” pelo Peru Livre. E o Fuerza Popular realizou uma vigília para protestar contra uma suposta fraude. Segundo o jornal local El Comercio, Castillo afirmou que aguarda que a decisão do JNE para seguir com os trabalhos pelo país.

“A verdadeira descentralização não é apenas cumprir e assinar papéis, mas trabalhar junto com vocês em todos os cantos do país. Não posso avançar mais porque, mesmo sendo um governo eleito, estamos aguardando que o JNE dê sua última palavra e o que ele tem a dizer. O que eu tenho a dizer eu direi quando tiver esse documento oficial”, afirmou em seu discurso durante evento organizado pela Assembleia Nacional dos Governos Regionais (ANGR). Em seu pronunciamento, Keiko assegurou que entregará uma carta ao presidente Francisco Sagasti solicitando uma auditoria internacional do segundo turno das eleições eleitorais, diz o jornal La República. “Sr. Sagasti, olhe, ouça as vozes, não as minhas, de mais de oito milhões de peruanos que querem saber a verdade. Na segunda-feira, irei ao palácio.Espero ter a oportunidade de falar com você. E se não, deixo pessoalmente a vocês a carta solicitando uma auditoria internacional”, disse. O Júri Eleitoral irá realizar na segunda-feira, 28, a apuração de 10 processos de apelação para anulação do segundo turno.