Atividade vulcânica nas Filipinas tira milhares de casa; veja vídeo

Nível de alerta do vulcão Taal, que era monitorado ao longo da semana, subiu nesta quinta-feira; mais de 14 mil saíram de casa

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2021 10h27 - Atualizado em 01/07/2021 17h01
Philippine Institute of Volcanology and Seismology/Reprodução de vídeo/FacebookVulcão é monitorado por autoridades locais

Pelo menos 14 mil pessoas que moram na cidade de Agoncillo, nas Filipinas, começaram a ser evacuadas das próprias casa na manhã desta quinta-feira, 1º, após autoridades aumentarem o nível de alerta de erupção do vulcão Taal, um dos menores ainda ativos no mundo. Segundo o Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas, o nível de alerta do vulcão passou de 3 para 2, o que indica uma possibilidade maior de erupção. Autoridades locais alertaram que as consequências da atividade do Taal para a região podem ser ainda maiores do que a ocorrida em janeiro de 2020, quando a coluna de cinzas chegou a 15 quilômetros de altura, fazendo mais de 100 mil pessoas saírem de casa e centenas de voos serem cancelados em Manila.

Por meio das redes sociais, a agência de sismologia publicou uma série de vídeos mostrando as “pequenas erupções” e atualizou o nível de alerta para a população. No momento, erupções freatomagmáticas são registradas no local. Elas ocorrem quando o magma entra em contato direto com a água dentro da cratera vulcânica, transformando-a em gás e vapor. Para especialistas da região, esse tipo de erupção é considerada perigosa, já que sinaliza que há em curso uma reação envolvendo o magma. Além do risco de erupção, as cidades de Agoncillo e Laurel também têm risco de passar por tsunamis por causa da atividade sismológica na região. O nível de alerta para erupção pode subir ainda mais e abranger um número maior de cidades ao redor do Taal. Veja, abaixo, um dos vídeos divulgados pela agência: