Barbados se torna república em cerimônia com presença de Rihanna e príncipe Charles

Evento, que rompeu de vez laços com a monarquia britânica, deu posse à presidente Sandra Mason e tornou cantora pop uma heroína nacional

  • Por Jovem Pan
  • 30/11/2021 15h23
EFE/Barbados TodayPrimeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, foi uma das presentes na cerimônia

Em uma cerimônia realizada nesta segunda-feira, 29, com a presença da cantora Rihanna, Barbados foi oficializado como uma república e empossou a presidente-eleita Sandra Mason, de 73 anos. A mudança, comemorada na capital Bridgetown, ocorre mais de 50 anos após o país se declarar independente do Reino Unido. Convidado de honra do evento, – que marcou o rompimento oficial da agora república com a monarquia britânica – o príncipe Charles reconheceu que a ilha no Caribe sofreu um período de “atrocidades apavorantes da escravidão”, frisou que os laços entre as duas nações devem permanecer fortes mesmo diante da mudança constitucional e mandou notícias da mãe, a Rainha Elizabeth II, que disse que a nação tem um espaço especial no coração dela e enviou “os melhores desejos de felicidade, paz e prosperidade no futuro”.

O convite a Charles dividiu parte da nação, já que alguns ativistas não gostaram da presença de um monarca em um evento comemorando a chegada da república. No evento, o Estandarte Real do Reino Unido foi rebaixado e a bandeira presidencial foi içada pela primeira vez. “Hoje daremos um novo rumo à nossa bússola”, afirmou Mason em seu discurso de posse. Nome mais famoso do país, a cantora Rihanna foi nomeada heroína nacional pela presidente, que pediu que ela “continuasse a brilhar como um diamante trazendo honra à nação”. Mesmo com a sua independência, a ilha deve permanecer na Commonwealth, organização formada por 54 nações, em sua maioria ex-territórios britânicos, para cooperação internacional de comércio.