Eleições nos EUA: Biden condena desdém de Trump pelas mudanças climáticas

democrata acusou Trump de falhar em proteger os EUA da devastação das mudanças climáticas e não agir para lidar com essa crise

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2020 17h10
EFE/EPA/CJ GUNTHERJoe Biden é candidato democrata à presidência dos Estados Unidos

Joe Biden, candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, afirmou nesta segunda-feira, 14, que a postura de Donald Trump em não reconhecer a realidade científica da crise climática é “inescrupulosa”. No entendimento do político, a reeleição do republicano fará com que os efeitos dos incêndios florestais e dos furacões se tornem ainda mais devastadores para a população norte-americana. O democrata acusou Trump de falhar em proteger os EUA da devastação das mudanças climáticas e não agir para lidar com essa crise. “A negação das mudanças climáticas de Donald Trump pode não ter causado esses incêndios e inundações e furacões recordes, mas se ele conseguir um segundo mandato, esses eventos infernais continuarão a se tornar mais comuns, mais devastadores e mais mortais”, disse Biden, falando de Wilmington, Delaware.

Em seu discurso, o candidato procurou enfatizar que os efeitos das mudanças climáticas têm consequências de amplo alcance. Ele apontou não apenas para incêndios florestais no oeste e furacões ao longo da costa do Golfo, mas também para secas que afetam os agricultores no Meio-Oeste e até mesmo ameaças relacionadas ao clima às instalações militares dos EUA em todo o mundo.

As eleições presidenciais nos EUA estão marcadas para acontecer no dia 3 de novembro. A forma como a votação acontecerá, no entanto, também é motivo de debate entre os concorrentes. Trump alega que a votação por correios incentivará fraudes – o modelo já é adotado no país, mas será adotado por mais cidadãos devido à pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.