Biden vê ‘clara possibilidade’ da Rússia invadir a Ucrânia em fevereiro

Democrata compartilhou a preocupação com Volodymyr Zelensky durante uma ligação por telefone

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2022 05h45 - Atualizado em 28/01/2022 05h50
EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDS - 07/10/2021 Joe Biden apoia a mão no queixo de perfil Estados Unidos avalia a possibilidade de conceder apoio macroeconômico a Ucrânia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, acredita haver uma “clara possibilidade” da Rússia invadir a Ucrânia em fevereiro. O democrata compartilhou a preocupação com o chefe ucraniano Volodymyr Zelensky durante uma ligação por telefone. Nas redes sociais, a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Emily Horne, declarou explicitamente visão do norte-americano. “O presidente Biden disse que há uma clara possibilidade de os russos invadirem a Ucrânia em fevereiro”, escreveu. Segundo ela, durante a conversa, Biden “reafirmou a disponibilidade dos Estados Unidos e dos seus aliados e parceiros a responder de forma decisiva se a Rússia invadir” a Ucrânia.

O democrata teria comunicado ainda que os Estados Unidos avalia a possibilidade de conceder “apoio macroeconômico adicional para ajudar a economia da Ucrânia diante da pressão que resultou da acumulação militar da Rússia” nas fronteiras do país. Biden também deixou claro que, “apesar da saída dos membros da famílias americanas e do pessoal diplomático, a embaixada americana em Kiev permanece aberta e totalmente operacional”, segundo informações da Casa Branca.

*Com EFE