Chile tem recorde de mortes por Covid-19; Senado registra surto

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2020 15h47
Alberto Valdés/EFE O Chile já se aproxima dos 50 mil casos de infecção pelo novo coronavírus

O Chile registrou nesta terça-feira (19) dois recordes negativos: o de maior número de casos de infecção por coronavírus, 3.520, e de mortes por Covid-19, 31, em um mesmo dia. Ao mesmo tempo, o Senado do país registra um surto, com quatro parlamentares infectados.

Com os dados apresentados hoje pelo ministro da Saúde, Jaime Mañalich, a quantidade total de contágios é de 49.579, enquanto a de óbitos passou a 509.

“Os números são muito preocupantes. De uma média de 2.500 casos por dia, saltamos para 3.250, sendo que 421 são assintomáticos, que esperamos que não se transforme em um agravamento no estado de saúde nos próximos dias e sobrecarreguem a rede de atendimento. Estamos em um momento complexo”, disse o titular da pasta.

Até o momento, o recorde de infecções em um mesmo dia era de 2.660 e o de mortes era de 29. As duas marcas foram registradas na semana passada e levaram o governo chileno a decretar o confinamento obrigatório na região metropolitana de Santiago, em medida que afeta 7 milhões de pessoas, aproximadamente.

Surto no Senado

Nesta terça-feira, foi confirmado que o senador governista José García Ruminot se tornou o quarto integrante da casa legislativa, que só fechou as portas na última semana, a dar positivo em teste para o novo coronavírus.

Ainda hoje, seriam divulgados os resultados dos exames feitos em outros parlamentares e funcionários do Senado, o que pode fazer o número de infecções crescer.

Antes de Ruminot, também deram positivo os senadores Rabindranath Quinteros, do Partido Socialista; Jorge Pizarro, do Democracia Cristã; e Manuel José Ossandón, do Renovação Nacional.

O caso de maior repercussão é o de Quinteros, de 76 anos e vice-presidente do Senado, que teve diagnóstico divulgado na sexta-feira passada. O parlamentar, antes de saber o resultado dos testes, mas já com suspeita de estar com Covid-19, viajou de avião da cidade de Puerto Montt para Santiago.

O Ministério Público abriu uma investigação contra o senador, para verificar se ele colocou em risco à saúde de outras pessoas.

Além disso, quatro ministros que tiveram contato recente com integrante do Parlamento, já testaram positivo para Covid-19, entre eles o Secretário Geral da Presidência, Felipe Ward; o de Fazenda, Ignacio Briones; o do Interior, Gonzalo Blumel; e o de Desenvolvimento Social, Sebastián Sichel.

*Com informações da Agência EFE