Conselheira de Boris Johnson pede demissão após vídeo polêmico narrando suposta festa no lockdown

Allegra Stratton se tornou peça principal de escândalo em Downing Street após vídeo no qual ela cita festa de Natal na casa oficial do primeiro-ministro viralizar

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2021 13h34
Adrian DENNIS / POOL / AFP/02.11.2021Conselheira de Johnson pediu demissão nesta quarta-feira, 8

A conselheira de Boris Johnson, Allegra Stratton, anunciou nesta quarta-feira, 8, que se demitiu do cargo de conselheira do primeiro-ministro do Reino Unido após um polêmico vídeo no qual fala de uma festa de Natal que teria ocorrido em Downing Street em dezembro de 2020, um dos momentos mais severos de lockdown no país. “Minhas colocações sugeriram que eu fazia ‘pouco caso’ das regras que as pessoas estavam fazendo de tudo para obedecer. Essa nunca foi a minha intenção. Eu me arrependerei dessas falas pelo resto da minha vida e ofereço minhas mais profundas desculpas a todos vocês”, afirmou ao ler emocionada uma carta diante da imprensa que do lado de fora da casa dela. A gravação, feita em dezembro de 2020 e divulgada nesta semana, mostra Allegra Stratton se preparando para uma entrevista coletiva junto ao assessor especial Ed Oldfield e outro membro da equipe do primeiro-ministro. Na época, ela ainda era porta-voz do primeiro-ministro.

Nas imagens, eles fingem responder perguntas comprometedoras de jornalistas em um modelo de conversa com a imprensa semelhante ao feito pela Casa Branca, um teste que nunca chegou a entrar em prática. Na ocasião, não havia qualquer jornalista presente e Stratton responde a uma pergunta de Oldfied sobre uma suposta festa de Natal em Downing Street na sexta-feira anterior. “Essa festa imagino que tenha sido uma reunião de negócios, com queijos e vinho, e sem distanciamento social”, brinca. “O primeiro-ministro aprovaria uma festa de Natal?”, interroga Oldfied. Stratton reage e responde com uma nova pergunta: “Qual é a resposta?”. Também nesta quarta, após quase uma semana de polêmicas, Boris Johnson pediu desculpas à população, voltou a assegurar que a festa citada pelos dois não ocorreu e disse que uma investigação sobre o assunto seria feita.