Consumo recreativo de maconha é aprovado pela Câmara dos Deputados do México

Legislação que regulamenta o consumo recreativo da maconha teve 316 votos a favor, 129 votos contra e 23 abstenções; projeto será encaminhado ao Senado

  • Por Jovem Pan
  • 10/03/2021 20h33 - Atualizado em 10/03/2021 20h41
REUTERS/Carlos Jasso/09.03.2021Ativista a favor da legalização da Maconha no México segura planta da droga durante marcha diante do Congresso do México

Por 316 votos a favor, 129 votos contrários e 23 abstenções, a Câmara dos Deputados do México aprovou nesta quarta-feira, 10, a legislação que regulamenta o consumo recreativo de maconha no país. O texto estabelece um sistema de licenciamento para plantar, cultivar e colher a droga e seus derivados em todo território mexicano. De acordo com a nova legislação, será permitido o consumo casa sem a presença de menores de idade, a posse de até oito plantas por residência e a criação de associações de consumidores da planta com no máximo 50 mudas.

Se aprovada, a lei também aumentará a quantidade de maconha que pode ser transportada por um usuário no país. Atualmente, os moradores do México podem andar na rua com 5g da droga; com a aprovação da lei, eles poderão andar com 28g. Aqueles que forem flagrados com entre 28g e 200g deverão pagar multa e quem tiver mais de 200g em posse pode cumprir até 15 anos de prisão. O projeto já tinha sido aprovado pelo Senado do país no mês de novembro, mas passou por algumas modificações e deve ser votado novamente pela casa legislativa. Por ordem do Supremo Tribunal de Justiça do México, a votação que pode oficializar a permissão do consumo recreativo da maconha no país deve ser votada até o dia 30 de abril.