Convenção democrata vai oficializar Joe Biden como concorrente de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2020 10h36
EFE/EPA/CJ GUNTHERJoe Biden é candidato à presidente dos Estados Unidos

O Partido Democrata está realizando uma convenção nacional para oficializar a candidatura de Joe Biden à presidente dos Estados Unidos para as eleições de novembro. O evento começou nesta segunda-feira, 17, através de videoconferência devido à pandemia da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. O evento terá quatro dias de programação e será concluído na quinta-feira à noite com o discurso de aceitação de Biden. A abertura da convenção foi feita pela atriz Eva Longoria.”A cada quatro anos nos reunimos para reafirmar nossa democracia. Neste ano viemos para salvá-la”, disse.

A agenda da primeira noite da convenção também tem como destaque o discurso do senador Bernie Sanders, que disputou a candidatura com Biden, e com cuja participação o partido pretende mostrar união. A ex-primeira-dama Michelle Obama, uma das personalidades mais populares entre os democratas, é outra protagonista da noite. O partido também mostrará o combate de alguns de seus políticos ao coronavírus, com ênfase ao trabalho dos governadores de Nova York e Michigan, Andrew Cuomo e Gretchen Whitmer, que têm tido postura combativa em relação às ações do presidente Donald Trump em relação à pandemia.

Kristin Urquiza, uma jovem de origem latina que mora no estado do Arizona e perdeu o pai em junho para a Covid-19 – uma morte que ela atribui aos líderes republicanos do estado – também fará um discurso. Além disso, os democratas reservaram um espaço de destaque nesta segunda-feira para os republicanos que se voltaram contra Trump, como os ex-governadores Christine Whitman (Nova Jersey) e John Kasich (Ohio) e a ex-congressista Susan Molinari (Nova York), na esperança de convencer outros eleitores do partido do presidente a apoiarem Biden. O irmão de George Floyd – o homem cuja morte desencadeou uma onda de protestos raciais no país – também participará da convenção neste primeiro dia. A prefeita de Washington, Muriel Bowser, e o influente congressista James Clyburn estão na pauta da convenção para falarem sobre justiça racial.

Os democratas pretendiam realizar a convenção no estado do Wisconsin, onde o partido sofreu uma inesperada derrota para Trump nas eleições de 2016, mas a pandemia alterou os planos, e o evento será realizado por videoconferências, com discursos ao vivo e gravados.

*Com informações da Agência EFE