Coreia do Sul suspende acordo militar com Norte após lançamento de balões com lixo

Na última semana, a Coreia do Norte enviou quase mil balões que incluíam bitucas de cigarro e o que pareciam fezes, entre outros produtos, em represália aos balões que ativistas sul-coreanos haviam lançado

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2024 16h05
HANDOUT / SOUTH KOREAN DEFENCE MINISTRY / AFP Esta foto de folheto tirada pelo Ministério da Defesa da Coreia do Sul entre a noite de 1 e 2 de junho de 2024 e divulgada em 2 de junho de 2024 mostra objetos não identificados que se acredita serem lixo norte-coreano de balões que cruzaram a fronteira entre as Coreias, em uma rua em Seul. A Coreia do Norte enviou novamente balões de transporte de lixo para o Sul em 1 de junho, disseram os militares sul-coreanos, um dia depois de Seul ter alertado sobre contramedidas contra tal atividade. A Coreia do Norte decidiu encerrar no domingo (2) o envio de balões, depois de anunciar que foi uma ação efetiva

A Coreia do Sul anunciou que vai suspender completamente um acordo militar que assinou com a Coreia do Norte em 2018, depois que o regime de Pyongyang enviou centenas de balões com lixo ao país vizinho, anunciou o Conselho de Segurança Nacional (NSC). No ano passado, o governo de Seul suspendeu parcialmente o acordo, depois que a Coreia do Norte colocou um satélite espião em órbita. Agora, o NSC recomendará ao governo “suspender com todos os efeitos” o Acordo Militar de 19 de setembro, “até o retorno da confiança mútua entre as duas Coreias”. Na última semana, a Coreia do Norte enviou quase mil balões com sacos de lixo, que incluíam bitucas de cigarro e o que pareciam fezes, entre outros produtos, em represália aos balões que ativistas sul-coreanos enviam ao Norte com propaganda contra o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

A Coreia do Sul chamou a ação de “irracional” e de “baixa classe”, mas, ao contrário dos recentes lançamentos de mísseis balísticos, o envio de lixo não viola as sanções da ONU contra o governo de Kim. A Coreia do Norte decidiu encerrar no domingo (2) o envio de balões, depois de anunciar que foi uma ação efetiva, mas advertiu que pode retomar a iniciativa se considerar necessário. O acordo militar de 2018, assinado em um período de relações diplomáticas menos complicadas entre os dois países, que tecnicamente permanecem em guerra, pretende reduzir as tensões na península e evitar uma escalada militar acidental, em particular ao longo da fronteira militarizada.

*Com informações da AFP

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.