Covid-19: Unicef coordenará compra e distribuição de vacinas

Os investimentos para encarar a produção de doses em grande escala dependerão do sucesso dos testes clínicos, da disponibilidade dos acordos de aquisição antecipados, da confirmação dos recursos e da melhora das vias de registro e regulação

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2020 10h23
EFE/EPA/RDIF/ArchivoA Vacina Sputnik foi aprovada na segunda fase de testes

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou nesta sexta-feira, 4, que coordenará a compra e a distribuição de vacinas contra a Covid-19, e que quantidades “sem precedentes” poderão ser produzidas nos próximos dois anos. Esta é a operação “mais rápida e de maior envergadura já realizada em matéria de aquisição e distribuição de vacinas” e faz parte do plano do mecanismo de acesso mundial às vacinas contra a Covid-19 (Covax). Segundo os prazos comunicados ao Unicef por 28 fabricantes com centros de distribuição em dez países, o período entre o desenvolvimento e a produção das vacinas poderá constituir “um dos avanços científicos e de fabricação mais rápidos da história”.

Os investimentos para encarar a produção de doses em grande escala dependerão do sucesso dos testes clínicos, da disponibilidade dos acordos de aquisição antecipados, da confirmação dos recursos e da melhora das vias de registro e regulação, de acordo com os fabricantes. Em colaboração com o Fundo Rotatório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o Unicef coordenará os esforços para obter e distribuir doses para 92 países de baixa e média renda, com o apoio do compromisso antecipado de mercado do Covax e das reservas para emergências humanitárias.

O Unicef também ajudará na obtenção de vacinas para 80 países de alta renda que expressaram a intenção de participar do Covax da Aliança das Vacinas (Gavi), financiando as iniciativas com os próprios orçamentos públicos. “Trata-se de uma aliança entre os governos, os fabricantes e os associados multilaterais na qual todos devemos dar a nossa parte para continuar a batalha decisiva contra a pandemia de Covid-19”, disse Henrietta Fore, diretora executiva do Unicef. O próximo passo será garantir que os países que financiarão a vacina confirmem a participação no mecanismo Covax antes de 18 de setembro, o que permitirá promover investimentos mais cedo para aumentar as capacidades de fabricação em grande escala através de acordos de aquisição antecipados.