Dois homens são presos por tentar fraudar 8 mil votos nas eleições dos EUA

Caso ocorreu em Los Angeles, na Califórnia; de acordo com documento policial, tentativa de fraudar votos ocorreu usando nomes de moradores de rua no município de Hawthorne

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2020 16h48 - Atualizado em 18/11/2020 17h43
EFE/EPA/RICHARD ELLISCandidato a prefeito foi preso por tentar fraudar votos

Dois homens foram presos pela polícia de Los Angeles, na Califórnia, após tentar fraudar oito mil cédulas de votação nas eleições dos Estados Unidos. O anúncio da prisão foi feito nesta terça-feira, 18, pelo Advogado Geral da Califórnia, o democrata Xavier Becerra. Ele afirmou que os homens, identificados como Carlos Antonio de Bourbon Montenegro e Marcos Raul Arevalo preencheram mais de 8 mil aplicações para votação entre os meses de julho e outubro de 2020 em nome de moradores de rua da região. Montenegro era candidato a prefeito na cidade de Hawthorne e teria como intuito receber as cédulas de votação para votar nele mesmo.

Ao todo, a cidade tem 36 mil pessoas registradas para votar. O candidato que tentava fraudar os votos não foi eleito. Os dois suspeitos responderão por uma série de acusações, entre elas, de conspiração para fraude eleitoral e fraude de votos. Enquanto Marcos Raul Arevalo pode ser sentenciado até 7 anos de prisão, o candidato a prefeito pode ser sentenciado até 15 anos pelo crime. O caso continua sob investigação pelo estado da Califórnia. Segundo o estado, nenhum dos votos que seriam fraudados foi oficialmente submetido à contagem, pois os suspeitos foram interceptados antes disso.