Egito: resultado de referendo pode manter al-Sisi no poder até 2030

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2019 16h59
Reprodução/EuronewsCríticos dizem que a mudança pode ser uma ameaça, porque dá ainda mais poder ao chefe de Estado

Os egípcios começaram, neste sábado, 20, uma votação que deve durar três dias para decidir uma mudança na constituição. Entre as medidas, está uma que pode manter o atual presidente, Abdel Fattah al-Sisi no cargo até 2030. Al-Sisi foi eleito no ano passado com 97% dos votos, embora apenas 41% dos eleitores tenham votado.

Na terça-feira, 16, o parlamento do Egito votou em favor das mudanças, que incluem outras medidas além de uma extensão do atual mandato de al-Sisi por dois anos e a possibilidade de ele concorrer por outro mandato de seis anos em 2024. Ele assumiu a presidência em 2014, depois de articular, como ministro da Defesa, a saída de Mohamed Mursi. Al-Sisi foi reeleito em 2018.

Críticos dizem que a mudança pode ser uma ameaça à estabilidade do país, porque dá ao chefe de Estado e das Forças Armadas ainda mais autoridade e diminui o poder do sistema judiciário.

Eleitores que fazem campanha para o NÃO dizem que a mudança pode refletir a fraqueza do regime, e temem que o Egito possa passar pelo que passou a Argélia e o Sudão. 

Os apoiadores do presidente disse que a mudança é necessária porque dá a ele mais tempo para terminar seus projetos e fazer uma reforma econômica.

Com EFE