Espanha chega a 1.720 mortes e 28.572 casos do novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2020 11h22
EFE/Juanjo MartínA capital Madri é a região mais crítica da crise do coronavírus na Espanha

O Ministério da Saúde da Espanha confirmou neste domingo (22) um total de 28.572 casos de coronavírus no país, dos quais 3.646 foram registrados neste sábado (21), e que houve 394 mortes nas últimas 24 horas, um aumento de 29,7%, que elevou o número total para 1.720.

Segundo dados oficiais, há também 1.785 pacientes em unidades de terapia intensiva, enquanto 2.575 foram curados desde o início da epidemia no país.

Madri continua sendo a região mais afetada, com 1.021 mortos, 217 a mais que ontem. O número de casos registrados é de 9.702, e de todos os pacientes confirmados há 834 internados na UTI, 67 a mais do que no relatório de ontem.

Para tentar descongestionar os hospitais da região, à beira do colapso pela propagação da pandemia, foi aberto hoje um hospital de campanha na Instituição de Feiras de Madri (Ifema), com capacidade para 5 mil leitos.

Além disso, nove hotéis da região serão transformados em centros médicos para o atendimento de pacientes menos graves, enquanto outro receberá o pessoal da saúde, para facilitar o seu descanso e prevenir possíveis infecções de seus familiares.

Tendo em conta o progresso crescente da pandemia, o estado de alarme declarado no último dia 14 será prolongado por 15 dias, até 12 de abril, segundo anúncio feito hoje pelo presidente espanhol, Pedro Sánchez.

*Com EFE