‘EUA não se opõem a entrega de aviões poloneses’, diz Ucrânia

Chanceler ucraniano se reuniu com o presidente norte-americano, Joe Biden, em Varsóvia e disse que há necessidade crítica de ajuda para impedir a morte de civis

  • Por Jovem Pan
  • 26/03/2022 23h09 - Atualizado em 26/03/2022 23h11
TIMOTHY A. CLARY / AFP - 23/02/2022 Kuleba ministro de relações exteriores Dmytro Kuleba afirmou que o petróleo russo tem 'cheiro de sangue ucraniano'

A Ucrânia afirmou neste sábado, 26, que os Estados Unidos não se opõem à entrega de aviões poloneses para enfrentar a invasão russa que já dura um mês. “Os Estados Unidos não têm nenhuma objeção à transferência de aeronaves. Portanto, a bola está agora no campo da Polônia”, disse o chanceler ucraniano, Dmytro Kuleba, que se reuniu com o ministro ucraniano da Defesa, Oleksi Reznikov, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em Varsóvia. “A Ucrânia tem uma necessidade crítica de mais aviões de combate”, assinalou Kuleba, insistindo em que Kiev precisa dos mesmos para “conseguir um equilíbrio no céu” e impedir que a Rússia “mate mais civis”. Segundo a ONU, mais de 1.100 civis morreram desde o dia 24 de fevereiro e a maior parte teria sido em decorrência de ataques aéreos por parte das tropas russas. No começo do mês, o Pentágono havia rejeitado a proposta de envio de aviões poloneses para a Ucrânia por considerá-la de alto risco.