EUA pretendem começar a aplicar 3ª dose de vacina em setembro

País norte-americano deve iniciar nova rodada de imunização para aqueles que tenham tomado a segunda dose há mais de oito meses

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2021 13h26 - Atualizado em 18/08/2021 16h10
ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 15/12/2020 País aplicará terceira dose da vacina da Moderna e Pfizer

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (HHS, em inglês) divulgou nesta quarta-feira, 18, um plano de aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19 no país para aqueles que tenham tomado a última parte do imunizante há mais de oito meses. A medida deve valer a partir do dia 20 de setembro e servirá para qualquer um que tenha sido imunizado com doses da Moderna ou da Pfizer. “Baseado nas nossas últimas análises, a proteção atual contra doenças severas, hospitalizações e mortes pode diminuir meses após a aplicação da vacina, principalmente entre aqueles que estão em grupos de risco ou foram vacinados nas fases iniciais da imunização no país”, afirmou um comunicado em conjunto emitido pelo órgão e por outros especialistas médicos.

Antes do início da aplicação, porém, a dose adicional das vacinas produzidas pelas companhias Pfizer e Moderna precisará ser aprovada pela agência reguladora de alimentos e medicamentos nos EUA (FDA), e também por um comitê de pesquisadores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do país (CDC). Os imunizantes da Janssen, de dose única, ainda não tiveram reforço aconselhado pelos órgãos responsáveis, o que pode ocorrer em breve. Os EUA seguem uma série de países que já iniciaram a aplicação da terceira dose dos imunizantes como uma maneira de evitar o aumento de novos casos diante da variante Delta da doença, mais contagiosa. As outras nações, como Israel, porém, focaram em aplicar doses nos grupos mais vulneráveis, como idosos e imunossuprimidos.