Explosões são ouvidas em Kiev e outras cidades da Ucrânia; chanceler afirma que invasão em larga escala começou

De acordo com serviço de urgência ucraniano, dez regiões do país foram alvos de ataques da Rússia

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2022 02h13
Daniel Leal / AFP Centro de Kiev com circulação normal, apesar de ataques aéreos russos Pessoas circulavam normalmente pelo centro de Kiev nas primeiras horas do dia; governo ucraniano pediu que fiquem em casa

Várias fortes explosões foram ouvidas nesta quinta, 24,  no centro de Kiev e em outras cidades da Ucrânia pouco após o anúncio pelo presidente russo, Vladimir Putin, de uma operação militar contra a Ucrânia. Pelo menos duas explosões foram ouvidas na capital, Kiev. Outros relatos dão conta de explosões em cidades importantes, como Kharkiv e Dnipro. Na cidade portuária de Mariupol, a principal metrópole controlada por Kiev perto da linha de frente no leste do país, também foram ouvidas fortes explosões, assim como em Odessa, porto no Mar Negro. Em Kramatorsk, cidade que serve de quartel-general para as forças ucranianas na luta contra os rebeldes separatistas de Donbas, foram ouvidas pelo menos quatro fortes explosões, de acordo com a agência de notícias AFP.

O Ministério da Defesa russo afirmou que os ataques visam reduzir a capacidade militar ucraniana e foram realizados com munições de alta precisão, sem atingir civis. Segundo o serviço de urgência do Estado Ucraniano, dez regiões do país foram atacadas, primariamente nas áreas leste e sul do país, e vários aviões foram atingidos nos aeroportos. O chanceler da Ucrânia, Dmytro Kuleba, disse nas redes sociais que uma invasão em larga escala foi iniciada pela Rússia. Putin anunciou na manhã desta quinta (madrugada no Brasil), em uma mensagem televisionada, uma operação militar na Ucrânia para defender os separatistas pró-russos no país, enquanto que dezenas de milhares de soldados russos se concentravam há semanas atrás das fronteiras ucranianas.