Faixa de Gaza recebe 20 mil doses de vacina doadas pelos Emirados Árabes

Líderes do Hamas esperam começar a vacinação nesta segunda-feira com trabalhadores da saúde, doentes crônicos e pacientes transplantados

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2021 13h26
EFE/EPA/RDIF/ArchivoRemessa da vacina russa Sputnik-V chegou ao país após doação dos Emirados Árabes

A Faixa de Gaza recebeu neste domingo, 21, 20 mil doses de vacina contra o novo coronavírus doadas pelos Emirados Árabes, que, junto com as 2 mil que chegaram da Cisjordânia, permitirão o início da campanha de imunização local, conforme informou o Ministério da Saúde da região palestina. A remessa da Sputnik V, produzida pela Rússia, entrou no enclave através da passagem fronteiriça com o Egito, e foram entregues com mediação de Mohamad Dahlan, adversário político do presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, que vive exilado do Abu Dhabi.

Com as 22 mil doses obtidas, os líderes do movimento islâmico Hamas esperam começar a vacinação já nesta segunda-feira, com trabalhadores da linha de frente do setor de saúde, doentes crônicos e pacientes transplantados.
A expectativa é que o processo de vacinação seja lento até que se alcance o restante da população, de cerca de 2 milhões de habitantes.

Até hoje, Gaza só recebeu 2 mil das 10 mil doses que a Rússia doou à Autoridade Nacional Palestina (ANP), que tem sede na Cisjordânia, e cujo transporte foi bloqueado inicialmente por Israel, que controla a passagem mercantil na região. A ANP espera que, ainda neste mês, aconteça a chegada de um carregamento de 37 mil doses, que fazem parte do mecanismo Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além disso, chegarão 2 milhões de doses adquiridas em acordo com a companhia AstraZeneca. A Faixa de Gaza registrou quase 54 mil casos de infecção pelo novo coronavírus, sendo que mais de 1,9 mil seguem ativos. Além disso, 543 pessoas morreram por causa da Covid-19.

*Com EFE