Forças Armadas da Bolívia pedem que Evo Morales renuncie

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2019 17h44 - Atualizado em 10/11/2019 17h46
EFEEvo Morales, presidente da Bolívia

O chefe das Forças Armadas da Bolívia, Williams Kaliman, sugeriu neste domingo (10) que o presidente Evo Morales renuncie ao mandato “pelo bem da Bolívia”.

Em coletiva de imprensa, as Forças Armadas lamentaram a violência adotada nos protestos e fizeram o pedido a Morales.

“Depois de analisar a situação de conflito interno, pedimos ao presidente do Estado que renuncie ao seu mandato presidencial, permitindo a pacificação e manutenção da estabilidade, para o bem de nossa Bolívia”, disse Kaliman neste domingo.

Kaliman ainda destacou que o pedido de renuncia se dá “diante da escalada de conflitos que assolam o país e velando pela vida e segurança da população boliviana”.

Ainda neste domingo, Morales convocou novas eleições gerais. A decisão aconteceu após a divulgação do resultado da auditoria da Organização dos Estados Americanos (OEA), que identificou irregularidades no pleito de 20 de outubro e recomendou uma nova votação. O Ministério Público do país também informou que vai processar os membros do Tribunal Supremo Eleitoral do país por “supostos atos irregulares” nas eleições de 20 de outubro e e dois ministros de Morales renunciaram dizendo que suas decisões buscam ajudar na pacificação do país

*Com informações do Estadão Conteúdo