Governo da Índia e produtores não chegam em consenso; protestos continuam

Agricultores vão continuar bloqueando rodovias importantes nos arredores da capital, Nova Deli

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2020 17h21
JAGADEESH NV/EFE/EPAMilhares de agricultores indianos protestam contra as reformas que, segundo eles, podem reduzir preços das safras

O governo da Índia e produtores rurais do país realizaram negociações nesta sábado, 5, mas não conseguiram romper o impasse. Agricultores disseram que vão intensificar suas manifestações contra as novas leis agrícolas e continuar bloqueando rodovias importantes nos arredores da capital, Nova Deli. Os líderes do protesto rejeitaram a oferta do governo de alterar algumas disposições das novas leis agrícolas, que desregulamentam os preços das safras, e mantiveram a exigência de revogação total. Os dois lados se reunirão para novas discussões na quarta-feira, 9. Milhares de agricultores protestam contra as reformas que, segundo eles, podem reduzir preços das safras e a renda agrícola.

Eles bloquearam rodovias nos arredores de Nova Délhi nos últimos 10 dias. Agricultores dizem que as leis levarão o governo a parar de comprar grãos nos preços mínimos garantidos e resultarão em exploração por empresas que vão empurrar para baixo as cotações. O governo do primeiro-ministro Narendra Modi afirma que as reformas vão beneficiar agricultores. Segundo o governo, elas permitirão que produtores comercializem seus produtos e aumentem a produção por meio do investimento privado. Mas os agricultores afirmam que não foram consultados. A conversa neste sábado entre o ministro da Agricultura, Narendra Singh Tomar, e 35 líderes dos agricultores foi a quinta desde que as leis foram aprovadas em setembro.

*Com informações do Estadão Conteúdo