Boris Johnson e Von der Leyen tentam resolver impasses para acordo pós-Brexit

Representantes discordam em três temas: garantia de concorrência leal, governança do acordo e pesca

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2020 16h33
EFEPeríodo de transição após a saída efetiva do Reino Unido da União Europeia terminará no fim de 2020

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, conversaram por telefone neste sábado, 5, por mais de uma hora, um dia depois da suspensão dos diálogos que aconteciam em Londres, devido a constatação da falta de progresso em direção a um acordo. Johnson e Van der Leyen decidiram neste sábado que seguirão buscando um acordo pós-Brexit, embora admitam que há pontos que ainda estão distantes de consenso. “Embora reconheçamos as sérias diferenças, concordamos que um esforço adicional deve ser feito por nossas equipes de negociação para avaliar se elas podem ser resolvidas”, aponta comunicado conjunto.

Os representantes indicaram que deram instruções para os negociadores-chefes para que voltem a se reunir amanhã, em Bruxelas, na Bélgica, onde está a sede da Comissão Europeia. Os impasses estão em três temas, garantia de concorrência leal, governança do acordo e pesca. “Um acordo não é viável se esses temas não forem resolvidos”, apontou o comunicado conjunto. Johnson e Von der Leyen concordaram em conversar mais uma vez na segunda-feira à noite, 7, para avaliar os eventuais avanços nas negociações. O período de transição após a saída efetiva do Reino Unido da União Europeia, que foi formalizada em 31 de janeiro, terminará no fim deste ano. Sem um acordo, as relações comerciais entre o país e o bloco serão regidas pelas regras gerais da Organização Mundial do Comércio (OMC).

*Com informações da EFE