Governo interino da Bolívia emite ordem de prisão contra Evo Morales

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2019 15h55 - Atualizado em 19/12/2019 08h38
Carlos Garcia/ReutersEle é acusado de rebelião, terrorismo e  financiamento ao terrorismo

O governo interino da Bolívia emitiu, nesta quarta-feira (18), uma ordem de prisão contra o ex-presidente Evo Morales. Ele é acusado de rebelião, terrorismo e  financiamento ao terrorismo. O documento foi compartilhado nas redes sociais pelo ministro do governo, Arturo Murillo, que chegou a marcar Morales na publicação. “Senhor Evo Morales, para o seu conhecimento”, escreveu.

Murillo apresentou há alguns dias uma demanda penal contra Morales, acusando-o de promover violentos enfrentamentos que deixaram 35 mortos. Ele apresentou áudios em que o ex-presidente supostamente teria ordenado que seus apoiadores bloqueassem as estradas do país, impedindo a distribuição de alimentos e combustíveis, a fim de derrubar a presidente interina Jeanine Áñez.

Evo Morales está na Argentina desde a última quinta-feira (12), onde pediu asilo como refugiado.